Marcha para Jesus, o maior evento cristão do mundo

A Marcha para Jesus é um evento internacional e interdenominacional que ocorre anualmente em diversas nações. Nele, a Igreja tem a oportunidade de mostrar que não é restrita aos templos, mas viva e aberta para toda a sociedade.

O que se vê todos os anos, na manifestação, são milhões de cristãos, de todas as idades, raças, nacionalidades e culturas, caminhando juntos. Roupas coloridas, bandeiras, faixas e outros adereços apenas complementam o principal: a radiante feição dos participantes por poderem manifestar publicamente sua fé.

Durante o percurso, os fiéis são conduzidos por dezenas trios elétricos, em uma caminhada marcada por louvores e orações.

Na concentração do evento, há uma mega estrutura de som e iluminação montada para os shows de música gospel. Só na cidade de São Paulo, já passaram pelo palco da Marcha: Aline Barros, Regis Danese, André Valadão, Renascer Praise, Diante do Trono, Inesquecível, Thalles Roberto, Rodolfo Abrantes, Irmão Lázaro, Cassiane, Damares, Pregador Luo, Banda DOPA, Priscilla Alcantara, Livres para Adorar, Fernandinho, Fernanda Brum, Eyshila, Soraya Moraes, Kleber Lucas, Ao Cubo, Lauriete, Magno Malta, além das atrações internacionais: Third Day, Global Force Music, Chris Duran e Michael W. Smith. São mais de dez horas de louvor e adoração.

Durante as apresentações, o público também recebe mensagens de fé e salvação. Nestes 27 anos de Marcha para Jesus em São Paulo, milhares de pessoas entregaram suas vidas para Jesus e foram batizadas.



Como tudo começou?

O evento chegou ao Brasil em 1993 por uma inciativa do Apóstolo Estevam Hernandes, líder da Igreja Renascer em Cristo e atual presidente da Marcha no país. Naquele ano, os fiéis saíram da Avenida Paulista, cruzaram a Avenida Brigadeiro Luís Antônio e chegaram ao Vale do Anhangabaú para a grande concentração. Mais de 200 mil pessoas participaram da manifestação.

Há 27 anos, a Marcha para Jesus é realizada na capital paulista, reunindo milhões de fiéis. Após ser considerada a maior concentração cristã do mundo, o evento passou a fazer parte do calendário nacional. “O sentimento verdadeiro de honrar Jesus Cristo é o que agrega tantas pessoas. Mesmo depois de tantos anos, o evento continua impactando. Isso mostra o crescimento do evangelho no país. É uma grande resposta de oração e o resultado de anos de trabalho. A Marcha para Jesus é a expressão do mover do Espírito Santo e do nosso amor por Jesus", declarou Apóstolo Estevam.

"A Marcha é fruto da dedicação de pessoas que pagaram um preço para que o evangelho fosse pregado no país e para que o nome do Senhor seja glorificado. Atualmente, a Marcha para Jesus é realizada nos principais municípios de todo o Brasil. Se nós juntássemos o público de todas as edições da Marcha, com certeza, nós teríamos um evento monstruoso, sem dúvidas, a maior concentração do mundo. Isoladamente, em São Paulo, nós já possuímos o maior evento do planeta", afirmou.

"A Marcha para Jesus começou quando o Espirito Santo desceu sobre os apóstolos, e eles saiam pelas ruas de Jerusalém levando salvação e vida. É um ato profético em que nós demonstramos a autoridade de Jesus Cristo e o que nós cremos", concluiu.


Um evento organizado e amparado por lei

A Marcha para Jesus faz parte do calendário oficial do país desde setembro de 2009, quando a Lei Federal 12.025 foi sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O evento, atualmente, é realizado em quase todas as capitais brasileiras, com o apoio de órgãos públicos e das igrejas cristãs locais. A manifestação conta também com centenas coordenadorias e milhares de voluntários.
Para facilitar a organização do evento e os bolsões de estacionamento, as caravanas são cadastradas com antecedência pelo telefone ou no site oficial da Marcha.

Lei do dia da Marcha para Jesus em SP

Em 18 de novembro de 2015, o então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou o Projeto de Lei 729/2015, de autoria do deputado estadual Carlos Cezar, que institui o Dia da Marcha para Jesus no feriado de Corpus Christi. “Com esta lei, o dia da Marcha para Jesus passa a ser realizado no feriado, o que facilita a participação de pessoas de outros estados. Isso faz com que ela cresça mais ainda, trazendo bons frutos ao nosso cotidiano e fortalecendo a família”, afirmou o político.
O evento solene contou com a presença de dezenas de lideranças evangélicas no Palácio dos Bandeirantes. Entre elas, estavam o Apóstolo Estevam Hernandes e Bispa Sonia Hernandes.

Transmissão ao vivo e interatividade!

Pessoas do mundo inteiro podem acompanhar a transmissão ao vivo da manifestação pelas emissoras: TBN, Rede Gospel de Televisão, Rádio Gospel FM e via internet – nas redes sociais, nos apps para smartphones e pelo site oficial do evento.

A Marcha para Jesus na sua TV e nas ondas do rádio
As emissoras oficiais do evento, Rádio Gospel FM e Rede Gospel de Televisão, levam aos ouvintes e telespectadores brasileiros todas as informações referentes à manifestação nos programas “Esquenta Marcha” e “Renascer”.

Marcha da Unidade!

Em 2018, apesar da greve, mais de seis mil caravanas de diversos estados brasileiros, incluindo Rio de Janeiro, Bahia, Piauí, Santa Catarina, Minas Gerais, Amazonas, Rondônia, Goiás, Rio Grande do Norte, Paraná e Rio Grande do Sul, marcaram presença na Marcha para Jesus.
O evento também agregou as principais denominações do país, como: Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Evangelho Quadrangular, Mundial do Poder de Deus, Igreja Bíblica da Paz, Sara Nossa Terra, Igreja Fonte de Vida, Assembleias de Deus (dos mais diversos ministérios), Igreja Plenitude do Trono de Deus, Igreja Bola de Neve, Ministério Voz da Verdade, Metodistas (do Brasil, Independentes, Wesleyanas e outras), Presbiterianas (das mais diversas correntes), Universal do Reino de Deus, Comunhão Plena, Deus É Amor, O Brasil para Cristo e Aliança da Paz.
Vieram também lideranças cristãs do México, Estados Unidos, Israel, Portugal, Chile, Bolívia, Argentina e de dezenas de países do continente africano.

Inclusão

A Marcha para Jesus é dividida em centenas de coordenadorias. Uma delas, a PNE, é responsável por cuidar de pessoas com necessidades especiais.
Na cidade de São Paulo, os cadeirantes, pessoas com mobilidade reduzida ou com deficiência visual podem acompanhar os shows em uma área reservada, próxima ao palco. Elas também contam com o apoio do serviço Atende SPTrans, que as transportam das estações do Metrô até a concentração do evento.
Os surdos também são acompanhados durante todo o evento – desde a caminhada até a última apresentação – por interpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

“Marcha Kids”

Na Marcha para Jesus, a alegria é contagiante, e a diversão é garantida, principalmente para as crianças. Durante o evento, elas podem dar seus primeiros na fé, acompanhadas pelos pais, por um trio elétrico montado especialmente para este público e os famosos trenzinhos.
Todos os anos a “Marcha Kids” abre o evento. Durante o trajeto, uma equipe especializada faz um cordão de isolamento em volta dos participantes.

Uma caminhada de fé

A Marcha para Jesus é um ato profético, marcado por louvores e pelo clamor de um povo que acredita no poder transformador do evangelho.
Há mais de 20 anos, milhões de pessoas saem às ruas da capital paulista, com seus pedidos de oração debaixo dos pés.
“A oração do justo muito pode em seus efeitos”, declarou Apóstolo Estevam, fazendo uma referência à passagem bíblica de Tiago 5.16.
Para todas as edições, a organização do evento sempre desenvolve palmilhas especiais para os participantes escreverem seus pedidos e colocarem nos calçados antes do evento.

Linha do Tempo

  • 1993

    A cidade de São Paulo recebeu a primeira edição brasileira da Marcha para Jesus. O evento reuniu mais de 200 mil pessoas, superando todas as expectativas.
  • 1994

    A segunda edição ficou conhecida como a “Marcha da Chuva”. O frio e o clima chuvoso da capital paulista não intimidaram os fiéis.
  • 1995

    Naquele ano, houve o lançamento da primeira logomarca da Marcha para Jesus.
  • 1996

    Com o tema “Um Mundo a Ser Conquistado”, o evento contou com a participação do Exército da Salvação, primeira banda jovem cristã de instrumentos de sopro do país.
  • 1997

    A edição daquele ano foi marcada por um show memorável do Renascer Praise. A apresentação reuniu todos os músicos da igreja Renascer em Cristo.
  • 1998

    A Marcha para Jesus foi transmitida ao vivo pela Rede Gospel de Televisão. Houve também a divulgação da campanha contra a fome no nordeste, intitulada “Sem Barreiras”.
  • 1999

    O evento contou com a participação da Orquestra da Polícia Militar e foi marcado também pelo lançamento do primeiro site da Marcha para Jesus.
  • 2000

    A Marcha para Jesus foi marcada por movimentos alternativos.
  • 2001

    A Marcha para Jesus recebeu o nome de “Jesus Day”.
  • 2002

    Foi o ano em que aconteceu a primeira edição da Marcha para Jesus na Angola.
  • 2003

    Neste, ano o black music ganhou destaque na Marcha para Jesus.
  • 2004

    O evento contou com o apoio e participação de políticos. Apóstolo Estevam profetizou o avanço da Marcha e o decreto de um dia específico para a manifestação.
  • 2005

    No dia 26 de maio, a Marcha para Jesus foi realizada na Avenida Paulista, reuniu três milhões de pessoas e foi noticiada pelos principais meios de comunicação do país e do mundo.
  • 2006

    A camiseta oficial da Marcha foi personalizada com as cores da bandeira do Brasil. Durante o evento, a dançarina Carla Perez contou seu testemunho
  • 2007

    A Marcha para Jesus foi realizada no dia 7 de junho e contou com a participação de Rodolfo Abrantes (ex-Raimundos).
  • 2008

    Apóstolo Estevam e representantes de diversas denominações clamaram pelo país. Os jovens da Renascer em Cristo marcham com um trio elétrico próprio.
  • 2009

    O evento foi marcado por três fatos históricos: 1- A National Geographic produziu um documentário destacando a grandiosidade da Marcha: 2- O presidente do Brasil sancionou o Projeto de Lei que instituiu o Dia Nacional da Marcha para Jesus: 3-A banda Third Day se apresentou pela primeira vez no palco da Marcha:
  • 2010

    Aquele ano foi marcado pelas participações internacionais de Michel W. Smith e Chris Durán.
  • 2011

    O apresentador Raul Gil fala ao público sobre sua fé cristã.
  • 2012

    Aconteceu a primeira Marcha Sustentável, com o apoio do Greenpeace. A organização também doou mudas para a plantação de novas árvores. O ano foi marcado também pela realização da primeira Marcha para Jesus no Haiti:
  • 2013

    Ano em que aconteceu a primeira Marcha para Jesus em Israel: Outra ação pioneira foi o flash Mob pró-Marcha para Jesus, que lotou o Vale do Anhangabaú, local onde aconteceu a primeira edição do evento:
  • 2014

    Mesmo com as paralisações do Metrô, o evento reuniu milhões de fiéis nas ruas de São Paulo: Naquele ano, também ocorreu a primeira edição da Marcha para Jesus na África do Sul:
  • 2015

    : No dia 18 de novembro, o Governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin assinou a Lei Estadual da do Dia da Marcha para Jesus, no Palácio dos Bandeirantes. Outro fato histórico foi a realização da primeira edição do evento em países africanos, como Zimbabwe, Congo e Zambia. A capital francesa recebeu também a sua primeira Marcha para Jesus:
  • 2016

    Neste ano, a Marcha para Jesus bateu seu recorde de caravanas inscritas, totalizando 4.800.
  • 2017

    A Marcha para Jesus completa 25 anos, batendo recorde de engajamento nas redes sociais.