Não foi de um dia para o outro que a Marcha para Jesus alcançou o seu patamar de grandeza e visibilidade pelo país. A Marcha para Jesus foi oficializada no calendário do Brasil, desde setembro de 2009, quando a Lei Federal 12.025 foi sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Em 18 de novembro de 2015, o ex-governador Geraldo Alckmin assinou o Projeto de Lei 729/2015, de autoria do deputado estadual Carlos Cezar, que institui o Dia da Marcha para Jesus no feriado de Corpus Christi.

“Com esta lei, o dia da Marcha para Jesus passa a ser realizado no feriado, o que facilita também para mais pessoas poderem ir para a Marcha. Isso faz com que ela cresça mais ainda, trazendo bons frutos ao nosso cotidiano, fortalecendo a família e também ao ponto de vista espiritual”, afirmou Alckmin.

 

 

A Marcha para Jesus deste ano começou às 10h, com a palavra do Apóstolo Estevam, em seguida, o Deputado Federal Marcelo Aguiar, que foi um dos responsáveis pela organização do evento relembrou os milagres vividos em outras edições: “Hoje, foi um divisor de águas para São Paulo e para o Brasil. As pessoas separaram esse dia para engrandecer o nome de Cristo. Viemos para celebrar o nome d’Ele. Eu sou fruto da Marcha. Minha esposa marchou para que eu me convertesse. Hoje, nós marchamos todos juntos, em família. São inúmeros os testemunhos dos participantes. Eu lembro que nós profetizamos em frente ao Carandiru. Nós clamamos para que aquele lugar se tornasse um ambiente sadio para os jovens. Hoje, no lugar do Complexo Penitenciário, nós temos o Parque da Juventude!”.

O Prefeito da Cidade de São Paulo, Bruno Covas, também fez um discurso durante o trajeto. “Agradeço a todos pela oportunidade de estar aqui. Depois de tantas dificuldades que enfrentamos nos últimos dias, estar aqui é realmente uma grande manifestação de fé! Podem contar sempre com o nosso apoio”, afirmou ele.
“Um evento como esse celebra toda a fé da nação evangélica, do povo evangélico, que tem fé, que acredita, que ajuda, que se doa. Enfim, para podermos ter um espaço de celebração desse tipo na cidade de São Paulo. […] ajudar um evento como esse é ajudar a economia da cidade de São Paulo. É mais do que necessário que a prefeitura seja uma parceira da organização da Marcha”, acrescentou.

 

 

O pré-candidato Governo de São Paulo, João Doria Jr., também fez questão de comparecer ao evento.  “Vim especialmente cumprimentar todos aqueles que compareceram aqui por Jesus e por suas famílias! Deus está no comando. Aqui nós encontramos a presença da fé, da alegria, do amor e da união,”, declarou.
O evento, atualmente é realizado, em quase todas as capitais brasileiras, com o apoio de órgãos públicos e das igrejas cristãs locais. A manifestação conta também com centenas coordenadorias e milhares de voluntários.

 

 

Felipe Bugarib – Redação Marcha para Jesus

Fotos: Fotografia Renascer